terça-feira, 5 de agosto de 2014

POEMA A MINHA MÃE

Faz hoje dois anos que partiste...
Poet'anarquista
«Poema a Minha Mãe»
Francisca Galhardas

«POEMA A MINHA MÃE»

Faz hoje dois anos...
Mas uns dias antes
Meu pai telefonava aflito!
Ouvi a sua voz chorosa...
A mãe acabava de ter um AVC.
Olhar vazio, distante do mundo,
Fixou-me quase por obrigação.
Acompanhei-a ao hospital
E fiquei o tempo todo a seu lado.
Foi quando uma enfermeira
Lhe desnudou o tronco,
Deixando ver os seios maternos…
E pensei: esses lindos seios, minha mãe,
Amamentaram os teus sete filhos.
Sorri pra ela, um sorriso doce de criança,
Mas minha mãe não estava mais ali.
A distância que agora nos separava
Era definitivamente intransponível.
Afaguei-lhe os cabelos e beijei-a.
Cá fora meu pai estava inconsolável,
Semblante carregado de tristeza.
Abracei-o, pra sentir que não estávamos sós.
Minha mãe falecia uns dias mais tarde,
Sem me voltar a reconhecer.

Matias José

1 comentário:

Anónimo disse...


Não sei o que dizer, Caro Amigo...,
faltam-me as palavras !!!...

Muito Obrigada

Uma Alandroalense (L...)