quarta-feira, 11 de agosto de 2010

POESIA

Um ano depois... 

DIÁRIO 
As Palavras 


ESCRITA

Tudo o que escrevo
É um segredo
Muito bem guardado?...

Se me envolvo
Nesse enredo
Ainda que cedo,

Metade devolvo...
Outra metade guardo
Em sentido figurado;

Quando resolvo
Escrever rimado
Fico pedrado...

Assim me comovo
Nesse estado
Quase passado!

Enfim!... Como novo
No altar sagrado
Escrevendo um fado!!!

Matias José (11-08-2009)

3 comentários:

Anónimo disse...

É sempre muito aliciante espreitar
este cantinho de POESIA!
Lindo o que acabei de ler!
Há uma coisa que nunca deixará de ser, POETA.
Obrigada por mais ESTA.

Uma Alandroalense

Anónimo disse...

SENSAÇÃO SENSACIONAL!!!

Anónimo disse...

Gostei muito desta poesia e da forma como está escrita. Continue a surpreender-nos!