quarta-feira, 16 de junho de 2010

POESIA - MATIAS JOSÉ


Mar... doce mar de Odeceixe!
Foto: Carlos Camões Galhardas


SUAVE CHEIRA

Suave cheira, oh doce mar!...
Cheiro a brisa refrescante,
Um leve sopro paira no ar
No seu vaivém ondulante.

Ainda há pouco como sentia
Aroma suave vindo do norte...
Terno desejo na manhã fria
Deitando os sonhos à sorte!

Em busca de antigo amor
Pela frescura que amanhece...
Com suave cheiro esse odor,
Num tempo novo amadurece!

Fico à espera de notícias
E por aqui eu permaneço,
Aguardando tuas carícias
Nesse mar onde regresso!!

Matias José

4 comentários:

Anónimo disse...

Muito Bonito!!!

Palavras sentidas
são ondas serenas.

Uma Alandroalense

17 de Junho de 2010 00:33

Camões disse...

Cara Alandroalense

Peço desculpa pela hora de publicação que aparece no seu comentário, mas criou-se um erro e fui obrigado a apagar e voltar a copiar. Por essa razão aparecem horas diferentes, mas a que está correcta são as 00:33 do dia 17 de Junho de 2010.
Obrigado por ter gostado da poesia e volte sempre!

Cabé

Anónimo disse...

LINDA... MARAVILHOSA POESIA!!! A FOTO TAMBÉM ESTÁ MUITO BOA...

Admiradora Secreta

Anónimo disse...

Muito doce a poesia. Parabéns!