sábado, 14 de maio de 2016

OUTROS CONTOS

«Bocage e a Lésbica», conto poético por Matias José.

«Bocage e a Lésbica»
Manuel Maria de Barbosa l´Hedois du Bocage

790- «BOCAGE E A LÉSBICA»

Menina que sois tão boa,
porque estais a fazer isso?...
Porque comeis pão com pão,
se é tão bom pão com chouriço?

Bocage

 Eis Bocage no seu melhor
Dando conta da ementa…
Perde quem não experimenta,
Pão com pão é bem pior!
Conhece as moças de cor
Do vale do Sado a Lisboa,
A memória não atraiçoa
Este génio da poesia…
A qualquer hora dizia:
- Menina que sois tão boa!

Sempre de língua afiada
E membro em prontidão…
Pra ser gostosa a refeição,
Pão com pão, é que nada!
Marmelo sem marmelada
Achava grande desperdiço,
Género igual pegadiço
A nenhuma aconselhou…
Foi quando lhe perguntou:
- Porque estais a fazer isso?...

Pão mais pão de conduto
Deixa o estômago inchado…
O comer deve ser variado,
Diz o chouriço resoluto.
Escolher outro produto
Indispensável condição,
Pra uma sã alimentação
O género quer-se diferente…
A questão é pertinente:
- Porque comeis pão com pão?

Adepto da vida boémia
Este poeta de bom gosto,
Apreciava o seu oposto
Com pitada de blasfémia.
Sobre mulher abstémia
Mostrava-se insubmisso,
Um soneto atiradiço
Se lhe calhava tal em sorte…
Pra quê comer do mesmo lote,
- Se é tão bom pão com chouriço?

Matias José

2 comentários:

Anónimo disse...

Excelente!

Anónimo disse...

BOAS, BOAS!