quinta-feira, 3 de março de 2011

CINEMA - ANTÓNIO SILVA

Na dia 3 de Março de 1971 falecia em Lisboa, depois de prolongado sofrimento, o excepcional actor de teatro e cinema português, António Maria da Silva. Mestre na arte do improviso, António Silva deliciava o público com os seus gestos e a  forma muito pessoal e perspicaz como se exprimia, qualidades ímpares na história do cinema português. Entrou em muitas peças de teatro e revista ao longo da sua carreira, e participou em inúmeros filmes que ainda hoje gostamos de recordar. «A Canção de Lisboa», «O Pátio das Cantigas», «O Costa do Castelo» e «O Leão da Estrela» são filmes em que participou, e onde são bem evidentes as qualidades deste grande actor da sétima arte!
Poet'anarquista
António Silva
Actor Português
BIOGRAFIA
António Maria da Silva nasce em Lisboa a 15 de Agosto de 1886. Filho da famílias humildes, começa a trabalhar cedo, como marçano. É depois empregado de retrosaria, caixeiro de drogaria e bombeiro, chegando ao posto de comandante.

Tira o curso comercial e frequenta diversos grupos cénicos amadores. A sua estreia como actor data de 1910, na peça «O Novo Cristo», de Tolstoi, que a companhia Alves da Silva levava à cena no Teatro da Rua dos Condes.

Agrada e é contratado, desempenhando outros pequenos papéis em peças como «O Conde de Monte Cristo» ou «O Rei Maldito».

Entre 1913 e 1921, viaja com a companhia de António de Sousa pelo Brasil, onde participa pela primeira vez num filme, no mesmo ano em que casa com Josefina Silva (1920).

De volta a Portugal, trabalha vários anos consecutivos na companhia Satanella Amarante, em peças de teatro ligeiro e de revista. Depois de passar por outras companhias teatrais (Lopo Lauer, António de Macedo, Comediantes de Lisboa, Vasco Morgado), chega finalmente à ribalta do cinema português, integrando o elenco principal do filme «A Canção de Lisboa», de Cottinelli Telmo (1933). 

Mas é no cinema que afirma em definitivo a sua popularidade e engenho como actor, assegurando papéis cómicos ou dramáticos em mais de trinta películas: «As Pupilas do Senhor Reitor» (1935), «O Pátio das Cantigas» (1942), «O Costa do Castelo» (1943), «Amor de Perdição» (1943), «Camões» (1946), «O Leão da Estrela» (1947), «Fado» (1948) e muitos outros. A sua última aparição no cinema data de 1966, em «O Sarilho de Fraldas», com António Calvário e Madalena Iglésias

Morre com 84 anos, em Lisboa, a 3 de Março de 1971, após prolongada doença.
Fonte: Aminharadio
«CENAS DO LEÃO DA ESTRELA»

COM ANTÓNIO SILVA

«CENAS DO LEÃO DA ESTRELA»

COM ANTÓNIO SILVA

Sem comentários: