terça-feira, 1 de maio de 2012

POESIA - MATIAS JOSÉ

Lisboa, 1º de Maio de 1974

MAIO, MAR DE GENTE

Eram muitos mil na marcha p'la Liberdade…
Maio sorrindo para a multidão que passava,
Abril finalmente abrira as portas da cidade
E o povo, então unido, irmanado se abraçava!

Era lindo de ver o mar de gente desfilando,
Sentindo Abril nesse Maio cheio d’esperança…
Corações num peito aberto desabrochando
Para ideais revolucionários com confiança!

Depois, alguns foram mudando lentamente
E outros valores mais baixos se levantaram...
Esquecendo-se as conquistas de toda a gente.

Fica a palavra de ordem, não nos silenciaram,
A luta dos que resistem é o mais importante:
Viva Abril e Maio por todos quantos lutaram!

(... e continuam a lutar!!)

Matias José

1 comentário:

Anónimo disse...

Mais uma vez Matias José nos presenteou com uma MAGNÍFICA
POESIA!!!

Muito Obrigada.


Eu sou um "grãozinho" de Areia neste IMENSO MAR DE GENTE !!!

E O NOSSO GRITO DE RAIVA ???...

Neofascismo..., N Ã O !!!!!!!....


Uma Alandroalense... (L...)