sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

CONCURSO DE POESIA POPULAR

No intuito de promover e incentivar o prazer de ler e escrever, por meio da valorização da produção literária e visando, incentivar o gosto pela poesia, não só através da leitura, mas também através da escrita, pretende a Câmara Municipal de Alandroal, através do Sector de Cultura, instituir o concurso de «Poesia Popular».  A entrega dos trabalhos é até ao dia 20 de Fevereiro de 2013. Ler aqui- «Regulamento ».
Fonte: sector cultural/c.m.alandroal
Concurso de Poesia Popular
Foto: José Galvão

MOTE A CONCURSO
(Desconheço Autor)

Concelho que tem Endovélico
Onde existe boa gastronomia
De peixe é rico e belo
Não fica atrás a poesia

Glosas por Matias José

Foi p’lo Concelho d’Landroal
Épocas remotas do passado,
Um Deus pré-romano adorado
Na antiga Lusitânia Ocidental.
(Esperando de Deus o sinal!)
Em conturbado período bélico
Viveu Viriato, o guerreiro épico
E rogavam à «Entidade Divina»…
Dizem com poderes na medicina
Concelho que tem Endovélico!

 
O povo recebia em alimento
O que a natureza lhe dava,
Do que se caçava ou pescava
A todos servia de sustento.
As mulheres com seu talento
Condimentavam rica iguaria
Preparando o que se comia
Com ervas muito aromáticas…
Ainda hoje as melhores práticas
Onde existe boa gastronomia!

3ª 
As águas do rio Guadiana
Davam peixe com fartura,
Séculos de história e cultura
Banharam terra lusitana.
Perdura na vila alentejana
De Juromenha, por ter castelo,
A caldeta feita com esmero
Pelos Deuses bem guardada…
Por ter sido preservada
De peixe é rico e belo!

4ª 
Como alcatruzes tirando
Água de dentro da nora,
Assim um poeta elabora
A escrita que sai rimando.
Ouvem-se depois cantando
Esses poetas em harmonia
Palavras ditas com sabedoria
Realçam mais o seu valor…
Acreditem que não é favor
Não fica atrás a poesia!

POETA

8 comentários:

Anónimo disse...

Muito boas amigo, muito boas.....

Anónimo disse...

Esplêndida a iniciativa da câmara do Alandroal ao promover o primeiro concurso de poesia popular. O mote apresentado não é muito famoso, mas as décimas de Matias José trataram de o enriquecer. Muito bem esculpidas, caro poeta! BRAVO!!!

Anónimo disse...

Muito bonitas as décimas. Parabéns ao poeta popular Matias José de quem aprecio bastante esta forma de fazer poesia.

Joana

Anónimo disse...


A TODOS QUE TORNARAM POSSÍVEL A
REALIZAÇÃO DESTE EVENTO, MUITO
OBRIGADA !!!

SAÚDO E FELICITO TODOS OS CONCORRENTES !!!


MATIAS JOSÉ DELICIOU-NOS COM ESTE
MAGNÍFICO MANJAR !!!!!!!......

MUITO OBRIGADA POR NOS BRINDAR
COM ESTAS EXCELENTES DÉCIMAS !!!

VIVA O NOSSO ALANDROAL !!!

VIVA A POESIA !!!

VIVAM TODOS OS POETAS DO NOSSO
CONCELHO !!!

Uma Alandroalense (L...)

Anónimo disse...

Que me desculpe o poeta, mas as décimas eram merecedoras de ir a concurso.

Poeta

Anónimo disse...

Não há dúvida, muita mestria nas suas décimas populares.

Parabéns

Anónimo disse...

As décemas tã fem fetas amigo

João Grilo disse...

Caro amigo, muito boas as tuas décimas. Que pena não irem a concurso. Espero que o Matias José tenho outras para o dito. Um abraço