sexta-feira, 29 de julho de 2011

ROCHA DA MINA - NOVAS DESCOBERTAS

Rocha da Mina
Novas Descobertas

Alandroal: Escavações Revelam Novas Descobertas na Rocha da Mina

A mais recente campanha de escavações no sítio arqueológico da Rocha da Mina, que arrancou no passado dia 4 de Julho, revelou a existência de uma antiga área habitacional ocupada (século I a.C.) junto ao santuário. A descoberta proporciona um contributo decisivo para a compreensão do próprio santuário da Rocha da Mina e assume particular importância também no contexto turístico.

Os trabalhos desta primeira campanha de escavações na Rocha da Mina surgem enquadrados pelo protocolo “Gentes de Endovélico”, estabelecido entre o Município do Alandroal e a Associação de Arqueologia Portanta, no âmbito de um projecto de estudo e caracterização das comunidades que presidiram à emergência do culto do conhecido deus pré-romano de Endovélico.

Sob a orientação dos arqueólogos Conceição Roque e Rui Mataloto e com o auxílio de alunos de licenciatura e Mestrado da Universidade de Lisboa, em regime de voluntariado, esta primeira campanha de escavação do projecto “Gentes do Endovélico” entra agora na sua fase de conclusão. No entanto, os resultados obtidos até ao momento excedem as melhores expectativas.

Os resultados já alcançados vêm reforçar a necessidade de investir em investigação arqueológica no concelho de Alandroal, aspecto a que o Município já está a dar prioridade com a revisão da Carta Arqueológica e com outros projectos em preparação. Além disso, estas investigações são fundamentais para enriquecer as possibilidades do Plano de Desenvolvimento Turístico do Concelho, que se encontra actualmente em fase de preparação.
Fonte: Gabinete de Imprensa da C.M.Alandroal

Visita aos Trabalhos de Escavação
Ponte Nova de Acesso à Rocha da Mina

Rocha da Mina
 Escavações no Acesso à Escadaria

Rocha da Mina
Escavações do Buraco da Rocha da Mina

Rocha da Mina
Entalhe - Pormenor I

Rocha da Mina
Entalhe - Pormenor II

Rocha da Mina
Entalhe - Pormenor III

Escavações e Novas Descobertas
Povoado - Séc. I a.C.

Escavações e Novas Descobertas
Povoado - Séc. I a.C.

Escavações e Novas Descobertas
Povoado - Séc. I a.C.

Escavações e Novas Descobertas
Peça de Cerâmica Encontrada

Escavações e Novas Descobertas
Vista Geral do Povoado - Séc. I a.C.

APOIO: Câmara Municipal de Alandroal
Vila d'Landroal

8 comentários:

Camões disse...

Muitos parabéns aos técnicos responsáveis pela escavação (Conceição Roque e Rui Mataloto) e aos alunos de mestrado da universidade, que voluntariamente deram o seu melhor nos trabalhos efectuados.

É obra em menos de um mês pôr a descoberto um povoado com essas dimensões!

Aproveito igualmente para dar os parabéns à equipa da câmara, na pessoa do presidente João Grilo, pela sua sensibilidade e visão na área de investigação científica, e nas suas declarações junto ao grupo de trabalho.

Não podia ter sido mais lúcido nas palavras que dirigiu aos arqueólogos e restante equipa: «vamos continuar com os trabalhos de investigação no concelho de Alandroal».

Kabé

Anónimo disse...

Felicito Todos os intervenientes nestas Importantíssimas Escavações !!!

BEM-HAJAM!!!

Uma Alandroalense Orgulhosa!... (L...)

Anónimo disse...

É com muito orgulho que felicito o Alandroal e os alandroalenses por tão importante trabalho de escavação. Parabéns e continuem os vossos trabalhos em prol da investigação e conhecimento no concelho do Alandroal.

Avante Rocha da Mina!

Anónimo disse...

Uma grande surpresa que apanhei quando lá fui uma tarde de domingo e vi aquilo! Aquela gente deu-lhe mesmo com vontade! Uma data de muros que formam casas onde ninguém (pelo jeito eles sabiam)pensava que existiam. Falo por mim, este devia ser um trabalho a continuar que só valoriza o nosso concelho. Parabéns a quem teve a iniciativa!

Anónimo disse...

DNPORTUGAL

ALANDROAL
Encontrada área habitacional ocupada no século I a.C.
Por Lusa, 29 Julho 2011

A mais recente campanha de escavações no sítio arqueológico da Rocha da Mina, no concelho de Alandroal, revelou a existência de uma antiga área habitacional ocupada no século I antes de Cristo, divulgou hoje o município.

Segundo a autarquia, a descoberta da antiga área habitacional, junto ao santuário, proporciona "um contributo decisivo" para a compreensão do próprio santuário da Rocha da Mina e "assume particular importância também no contexto turístico".

Os trabalhos da primeira campanha de escavações na Rocha da Mina, que arrancaram no início deste mês, surgem enquadrados pelo protocolo "Gentes de Endovélico", estabelecido entre o município de Alandroal e a Associação de Arqueologia Portanta, no âmbito de um projecto de estudo e caracterização das comunidades que presidiram à emergência do culto do conhecido Deus Pré-romano de Endovélico.

Esta primeira campanha de escavações do projecto "Gentes do Endovélico", orientada pelos arqueólogos Conceição Roque e Rui Mataloto, com o apoio de alunos da Universidade de Lisboa, em regime de voluntariado, entra agora na sua fase de conclusão.

No entanto, a autarquia considerou que os resultados já obtidos "excedem as melhores expectativas".

Para o município, os resultados já alcançados "vêm reforçar a necessidade de investir em investigação arqueológica no concelho de Alandroal", área a que a autarquia já está a dar prioridade com a revisão da Carta Arqueológica e com outros projectos em preparação.

Além disso, de acordo com a autarquia, estas investigações "são fundamentais para enriquecer as possibilidades do Plano de Desenvolvimento Turístico do Concelho", que se encontra em fase de preparação.
Fonte: Diário de Notícias

Anónimo disse...

Parabéns a todos pelas descobertas e continuem porque este é um dos caminhos certos para o nosso concelho. Mil *****estrelas para a arqueologia!

Maria

Jorge Menezes disse...

Simplesmente muitos parabéns. Acho que vêm preencher uma importante lacuna de conhecimento sobre os nossos antepassados, sua religião, seus costumes, e que isso alargará muito o nosso conceito de identidade.

João Camacho disse...

Muito interessante. Seria óptimo ter uma visualização 3D e render do sítio.