quinta-feira, 20 de março de 2014

A PRIMAVERA DAS FLORES

«Flor de Esteva do Alcalate»
Foto: Conceição Roque

MANHÃ PRIMAVERIL

Primavera linda, ó mar de flores,
em tapete de mil cores convertida...
De campos sem fim, eternos amores,
Luz dos meus olhos aqui aparecida>!

Para te cantar, de forma majestosa,
Em todos os lugares onde floresces:
Primavera renascida, a mais ditosa,
Luz do meu olhar quando amanheces!

Soubera eu escrever este soneto
Suave e doce, num breve instante...
Uma palavra para tão belo momento!

Celebrar uma Primavera fulgurante
Onde o poeta transmita sentimento,
Como quem se anuncia deslumbrante!

Matias José

3 comentários:

Anónimo disse...


MUITO BONITO ESTE SONETO !!!


VIVA A POESIA !!!

VIVAM OS POETAS !!!

VIVA A PRIMAVERA !!!

VIVA O NOSSO LINDO ALANDROAL !!!


Muito Obrigada, MATIAS JOSÉ

Uma Alandroalense (L...)

Anónimo disse...

SONETO LINDÍSSIMO! MÉTRICA IRREPREENSÍVEL!! VIVA A POESIA!!!

Anónimo disse...

()... e o pastor, encostado ao cajado, os cães-ajuda deitados a seus pés, com a sacola e o tarro a tiracolo, olhava, surpreendido, para o homem que, na sua frente, e referindo-se às flores do pé de esteva, dizia para a mulher que o acompanhava: "Eu não lhe dizia, minha querida, esta flor só é comparável em delicadeza, com filigrana de ourives e a lingerie que hoje você está usando"...()

- Extracto de um conto que um dia destes, talvez, aqui seja publicado -

Para os autores da foto e do soneto, pela qualidade do exposto, os meus cumprimentos.